domingo, 4 de outubro de 2009

Torta Gerbeaud


Eu sou daquela, que raramente sai com a lista quando vou ás compras! Os ingredientes para os meus bolos, vou comprando e estocando uns, que penso, poderei utilizar um dia. Às vezes me lembro, bem lá no fundinho da memória, que a receita "tal", que tanto quero fazer, leva determinado ingrediente, daí também compro! Por causa desta mania estranha, tenho sempre um estoque de ingredientes, que tento desesperadamente diminuir a cada semana.! :) Com este conhecimento, vocês conseguem com certeza imaginar o porquê de eu fazer regularmente receitas não planejadas para os meus posts... Bem, também não posso chamá-las de "não planejadas", porque muitas vezes estão anotadas, ou até impressas há tempos, esperando no arquivo, para que sejam feitas! Este é o caso desta torta. Nossa, já nem me lembro quanto tempo faz que "planejo" fazê-la! :) O blog da Chanit está cheio de coisas interessantes e tenho várias receitas copiadas, mas nada me intrigou tanto quanto esta torta! A receita vem de um livro chamado "Páprica, o Estilo Judeu da cozinha Húngara"(tradução livre). É uma bombinha calórica, mas que delícia e que interessante! Ao ler a massa básica, ela lembra a de uma tarte, mas fica quase uma massa folhada! O recheio, para quem gosta de nozes diversas, é imperdível! Antes de terminar um conselho: Utilizem um bom chocolate para a cobertura. Como eu não tinha no meu estoque, fiquei um pouco decepcionada com o resultado da minha cobertura, mas isso foi culpa minha! Bem, aí está uma torta especial, que combina com o frio e com ocasiões especiais! Beijos!

TORTA GERBEAUD
Fonte: My Mom's Recipes and More
Rendimento: um tabuleiro de 20 cm x 30 cm ou equivalente

Ingredientes:
15 gramas de fermento biológico fresco
1/4 de xícara* de leite
4 colheres de sopa de açúcar
300 gramas de manteiga gelada
500 gramas de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento químico em pó
1 colher de chá de essência de baunilha
3 gemas
2-3 colheres de sopa de creme de leite azedo
(ou creme de leite/natas + gotas se suco de limão)

Recheio:
3 claras
3/4 de xícara de açúcar
25o gramas de nozes de sua preferência, moídas**
6 colheres de sopa de geléia de damasco

Cobertura:***
100 gramas de chocolate (mínimo 50% de chocolate puro)
50 gramas de manteiga
2 colheres de sopa de açúcar ou à gosto
1 colher de sopa de Karo (não usei)

* xícara = 240 ml ** Vale também misturar. Eu usei metade avelãs e metade amêndoas. *** A cobertura é apenas para o topo da torta. Se quiserem também para envolver os lados, dobre a quantidade.

Intruções:
Faça a massa:
Amorne o leite, junte o açúcar e o fermento. Deixe descansar por dez minutos. Enquanto isso, numa outra vasilha, junte a manteiga com a farinha e, misturando com os dedos, forme uma farofa. Faça um buraco no meio e aí deposite as gemas, baunilha, creme azedo e por último a mistura do leite com o fermento. Misture a massa de dentro para fora(com batedeira, ou manualmente), amassando o suficiente até formar uma massa homogênea e elástica. Cubra-a com um pano e deixe-a descansar por 15 minutos. Agora prepare o recheio, batendo as claras em neve e juntando o açúcar aos poucos, até dar o ponto de suspiro. por fim, envolva delicadamente as nozes. Reserve.

Pré-aqueça o forno à 170ºC. Forre uma forma de 20 cm x 30 cm com papel manteiga. Reserve.
Divida a massa da torta em três partes iguais. Abra a primeira, com a mão o com o rolo, de maneira que forre o funda da forma desejada(a minha massa ficou com cerca de meio centímetro de espessura). Pincele-a com 3 colheres de a geléia de damasco e cubra com a metade do recheio de nozes. Repita a operação, terminando com a terceira camada de massa. Fure o topo com o garfo e leve ao forno por cerca de 40 minutos ou até ficar dourada. A torta vai crescer bastante, mas irá desinflar um pouco enquanto esfria. Tire a torta do forno e deixe esfriar um pouco. Enquanto isso prepare a cobertura. Derreta a manteiga com o açúcar. Reserve. Derreta o chocolate em banho maria, ou no microondas(em temperatura baixa, para não queimar!). Todos os ingredientes, formando uma pasta brilhosa. Espalhe sobre a torta. Serve morna ou temperatura ambiente.

Dica: Há a opção(como eu fiz) de desformá-la e usar o lado de baixo, que é mais lisinho, para usar como o topo com cobertura. Pode-se também serví-a na fôrma(escolha uma bem bonita), torna tudo mais fácil, mas também é mais informal.



-->

10 comentários:

  1. Os bolos, tortas que levem recheio ficam húmidos são uma delícia.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Vc nao é unica a fazer assim, sabia!...
    A minha necessidade de estocar coisas supera, e em muito, a minha capacidade de usa-las nas receitas que faço...
    Mas sempre penso: ..."e" se num dia chuvoso, com tudo fechado, eu tiver que usar isto em uma receita...!?
    Beh!
    Obs: esta torta è um pao doce, Andrea?
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Clau!
    Não, a torta não é um pão-doce, por incrível que pareça. Não dá para explicar direito, só fazendo, mas é uma torta mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Deia,
    Se esta torta é uma "bomba calórica", então é uma maravilha!!

    Beijão.
    Dri.

    ResponderExcluir
  5. Não tenha uma boa dispensa e meus armários tem coisas saindo pelo ladrão, hehe.
    Sou meio exagerada e vou comprando, pois sempre tenho mil planos na cabeça. As vezes leva meses até eu fazer o que havia planejada, pois sãoi tantas opções que acabo me perdendo.
    De fato, esta torta é perfeita para as festas de final de ano, quando está frio e podemos abusar um pouquinho mais das calorias.
    Época boa que eu adoro!
    Pelo aspecto deve ter ficado uma delícia!
    Bjs e boa semana! :)

    ResponderExcluir
  6. Olá Andrea!
    Agradeço pela visita e comentário no meu site.
    Já coloquei seu site no meu Google Reader. Assim fico sabendo de todas as novidades dele!!
    Aliás, tem cada receita boa heim!! huuumm o alemão formiga aqui vai ser visitante assíduo!

    Pode me chamar de Keko sim!!
    E realmente, estas receitas do livro de receitas que eram da minha avó, depois foi da minha mãe e agora eu que guardo com tanto carinho, é um relíquia.
    Deve ser muito bom ganhar umas bolachinhas destas no natal heim!!
    Veja a receita da bolacha de canela que também fiz. Assim dá pra fazer um presente bem cheiroso!!!

    Abraços do alemão e uma otima semana!

    ResponderExcluir
  7. Que aspecto maravilhoso! Ficar como massa folhada é super bom, mas com 300 gramas de manteiga só poderia :)

    ResponderExcluir
  8. Olá Andrea.
    Olha, não sei ao certo de qual região meus avós vieram. Pelo que sei, meu tataravo Peter Wagner foi um dos primeiros imigrantes que vieram para Blumenau - SC (terra da oktoberfest).
    Mas não temos exatamente de onde vieram meus parentes!

    Abraços e bom proveito com as receitas das bolachas. Ahh se tiver alguma aí, manda por email pra ver se eu consigo fazer!

    ResponderExcluir
  9. Oi
    Eu também tenho mania de
    ficar guardando.
    Quando vou usar ta na hora de
    jogar fora.
    Esqueço de que tem o produto.
    e compro outro. KKKKkkkkkk
    Essa torta tá uma
    delícia.
    Beijos....
    Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da sugestão. Vou anotar e espero não demorar para fazer.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin