domingo, 22 de março de 2009

Entre o Inverno e a Primavera: Pãeszinhos de Abóbora com Côco

A Primavera chegou e eu descongelei espontaneamente o purê de abóboras que guardava como preciosidade: resolvi que seria uma maneira de me despedir dos sabores do Inverno. Sim, porque aqui a abóbora só é consumida no Outono e no Inverno. Sendo eu brasileira, a princípio estranhei este costume e como fã incondicional de tudo o que leva abóbora, me irritei bastante com a imposição causada pelas diferenças climáticas. Daí costumo congelar o purê, que poder ser guardado perfeitamente por até 6 meses. Esta receita estava na lista há um longo tempo e vem da Receitas da Romy e não só. Fez um sucesso muito grande na blogosfera e por isso não resisti em copiá-la. Demorou, mas eis aqui a minha versão: fiz a metade da receita e posso garantir, que rende muito; resolvi usar uma nova apresentação e estou dando intruções mais detalhadas para os iniciantes. Descrevi como se faz manualmente, mas claro, que e a massa pode também ser feita com a batedeira usando o acessório para pães. Aconselho consumí-los mornos, mas frios e também no outro dia ainda são muito bons! Obrigada Romy, por partilhar esta delícia conosco! Uma boa semana!
PÃESZINHOS DE ABÓBORA COM CÔCO
Rendimento: 13 pãezinhos
Ingredientes:
500 gramas de farinha
1 xícara de açúcar*
1/4 xícara de côco ralado(esqueci-me de acrescentar)
1 ovo
50 ml de óleo
15 gramas de fermento fresco**
200 gramas de purê de abóbora, bem escorrido
50 ml de água do cozimento da abóbora, morna
1 pitada de sal

Calda:
1/4 de xícara de água
1/4 de xícara de açúcar
1/4 de xícara de côco ralado***

*xícara = 200 ml
** pode-se substituir o fermento fresco pelo seco (fermipan ou outra marca).
*** usei o desidratado

Instruções:
Colocar a farinha numa tijela e fazer um buraco no meio. Aí despejar a água do cozimento da abóbora, um pouquinho de açúcar(tirados da quantidade total de açúcar), a pitada de sal e desfazer nesta água o fermento. Espere uns 5 minutos, até o fermento começar a borbulhar. Acrescente ao líquido o ovo batido e o óleo. Vá misturando a farinha com a parte líquida e aos poucos junte o restante do açúcar e o purê. Amasse até que a massa fique lisa e uniforme. Faça uma bola com a massa, coloque-a num recipiente besuntado com um pouco de óleo e cubra o recipiente com um pano limpo. Deixe-o num lugar fresco e quente por 1 hora.

Numa superfície enfarinhada, sove a massa mais uma vez, divida em 13 pedaços iguais e com cada pedaço faça uma bolinha. Arranje as bolinhas de massa, num tabuleiro untado, ou coberto com papel manteiga. Arranje-as em círculo (usei 9 para formar o círculo e 4 para encher a parte de dentro), deixando um pouco de espaço entre elas. Cubra novamente com o pano e deixe descansar por 1 hora.

Asse me forno pré-aquecido a 170ºC. Por cerca de 20 minutos, ou até ficarem uniformemente corados. Um pouco antes dos pães ficarem prontos, faça a calda. Ferva a água e o açúcar, até este se desmanchar, acrescente o côco e deixe engrossar um pouco. Quando o pão estiver pronto, espere uns 5 minutos e coloque-o sobre uma grade e então, com a massa ainda quente, arrange a calda de côco em cima de cada pãozinho. Bom apetite!

P.S.: A Romy pincelou os pães com uma gema, mas eu não gosto do sabor. Como vocês podem ver, os pãeszinhos ficam corados sem nenhuma gema.





8 comentários:

  1. Oi Deia,
    Me lembrei da sua "loucura" por abóboras esta semana. Chupei picolé de abóbora com côco!! Uma delícia... E agora você fez outra receita inusitada com a tal!!!

    BEIJOS.

    ResponderExcluir
  2. Aqui a abóbora só aparece no Outono e Inverno e ela é tão linda :) Eu adoro e estes pães devem ficar super saborosos ;)

    ResponderExcluir
  3. Abóbora é meu legume favorito. Aqui temos o ano todo, mas é considerado como sendo típico do outono e inverno.
    O pãozinho ficou com aparência de fofíssimo! Com certeza delicioso.
    Gosto de enriquecer os pães com legumes, além de mais nutritivos, ficam com uma cor linda.
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  4. Esses pãezinhos estão fabulosos! A mistura do côco com a abóbora só pode dar certo :)

    ResponderExcluir
  5. Sempre que venho aqui morro de vergonha. Meu blogue é de araque, você é A padeira de mão cheia.

    Confesso que também adoro tudo que leva abóbora, aqui em casa se faz um doce de abóbora que fica parecendo vidro de tão brilhante.

    Belos paezinhos.

    ResponderExcluir
  6. Olá pessoal!

    Drica: tenho que tentar arrumar uma receita para este sorvete! Parece uma loucura de tão bom!

    Ameixa: os pães ficaram muito bons, apesar de eu ter esquecido de colocar o côco na massa. O gosto de abóbora sobressai, ao mesmo tempo a massa é super-fofinha.

    Claudia: leio sempre o seu site e sei que temos gostos parecidos e aí está mais uma prova! Abóbora é também o meu legume favorito.

    Manuela: o seu pão de abóbora também ficou fabuloso! Não tenho a máquina, mas acho que dá certo fazendo também manualmente, não acha?

    Bete: obrigada pelos elogios, mas então somos duas padeiras de araque! :D Eu não tenho nenhum treinamento para padeira, como sabe... Ah, essa receita do seu doce me interessou. Se não for segredo, passa para mim, combinado?

    ResponderExcluir
  7. Esses pãezinhos ficaram com um aspecto invejável!...estão lindos!!
    Com a abóbora e o côco, devem ficar deliciosos!
    Adorei!!!

    ResponderExcluir
  8. Adorei, ficaram lindos!!Aqui se não me engano podemos encontrar abóbora o ano inteiro nos supermercados!
    Beijinhos

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin