sábado, 4 de outubro de 2008

A Unificação Alemã e um bolo!


Oi pessoal! Há dezoito anos, o dia 03 de Outubro é a data da comemoração da unificação alemã e foi este feriado que me inspirou hoje. Eu recebi há algumas semanas um livro dedicado às receitas de bolos da antiga Alemanha Oriental! Eles tiveram que reinventar a sua maneira a antiga culinária alemã, por causa da falta de ingredientes. Só para vocês terem uma idéia, não eram disponíveis para a compra creme-de-leite(natas), amêndoas ou frutas cristalizadas como o limão e a laranja(ingredientes essenciais para alguns bolos). Claro que com a falta de muitos ingredientes, a opção era improvisar ou re-inventar o prato. Além disso, houve também uma grande influência da culinária russa na região. Os bolos apresentados neste livro são lindíssimos e não vejo a hora de experimentá-los um a um. Bom, hoje eu fiz um bolo que tem uma massa de sementes de papoula(papoila) e creme, numa base que é feita de pão doce e, por cima a decoração é feita com maçãs. O visual é inusitado e o gosto de noz muito bom! Eu fiz dois terços da receita, porque pude ver que bolo renderia muito e resultou num bolo enorme de 26 cm! As medidas que estou publicando abaixo são exatamente as que usei, pois para experimentar pela primeira vez, ninguém vai arriscar de fazer um tabuleiro grande, não é?

BOLO MANCHADO DE SEMENTES DE PAPOULA - tradução livre ^o^
(Klekskuchen)
Rendimento: 12 fatias grandes(forma de 26 cm)

Ingredientes:
Massa de pão:
350 gr. de farinha de trigo
70 gr. de açúcar
120 ml de leite (ou mais se necessário)
35 gr. de manteiga derretida
1 pitada de sal
20 gr. de fermento fresco*

Massa de papoula:
130 gr. de sementes de papoula, moídas
85 ml de leite
30 gr. de manteiga derretida
2 col. de sopa de farinha de rosca
100 gr. de açúcar
canela em pó a gosto

Creme:
35 gr. de queijo quark**
2 gemas
1 col. de sopa rasa de amido de milho
30 gr. de açúcar
30 gr. de manteiga derretida
40 ml de leite

Para o acabamento:
2 maçãs
gotas de suco de limão

* o fermento fresco pode ser substituido pelo seco(para pães, claro), mas deve-se prestar atenção na quantidade equivalente, que varia do fresco para o seco. Eu usei ainda outro produto que é novo por aqui, mas acho que nos EUA é bem comum: fermento para pães instantãneo. Assim a massa só precisa descansar por 15 minutos! Uma beleza! Usarei com certeza mais vezes para pães doces.

**pode ser substituído por queijo philadélphia. Eu não tinha em casa e usei creme de leite, o que resultou num creme líquido, então tive que colocar a massa de papoula em volta das bordas, formando uma barreira e evitando que o creme escorresse.

Instruções:
Preparar a massa para pão, colocando primeiramente a farinha numa vasilha e fazendo um buraco no meio do monte. Ali, derrama-se um pouco do leite(morno), um pouco do açúcar e esfarele o fermento no líquido. Espere 15 minutos e junte o restante dos ingredientes amassando com as mãos ou com o acessório para pão da batedeira. Acrescente mais leite, se a massa ainda estiver um pouco seca até se formar uma massa homogênea. Deixe-a descansar por 1 hora, coberta, em lugar sem correntes.

Enquanto isso, prepare a massa de papoula, juntando todos os ingredientes numa panela, e cozinhando em fogo médio até ferver. Reserve. Faça agora o creme, batendo primeiramente as gemas com o açúcar até ficar cremoso Acrescente a manteiga derretida e depois os outros ingredientes. Bata até formar um creme homogêneo. Reserve.

Abra a massa no fundo de uma forma de 26 cm untada(ou forrada com papel manteiga no fundo e untada com manteiga dos lados). Com a ajuda de uma colher, espalhe montinhos da massa de sementes de papoula pelo bolo. Depois, cubra os espaços vazios com montinhos de creme. Deixe descansar pelo menos por meia hora.

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Descasque as maçãs, tire o miolo e corte-as em fatias finas . Despeje o suco de limão por cima delas e enfeite o bolo com as fatias. Leve para assar por cerca de 45 minutos. Sirva morno ou frio, mas no mesmo dia. Bom apetite!

10 comentários:

  1. Andrea Domingas, gosto muito de vir aqui, não sou culinarista nem nada que chegue nem perto disso, mas gosto muito de "ler" as receitas. Você acredita? Desde menina que gostava de ler receitas.

    Você é chèf? Se for deve ser das melhores que há...

    ResponderExcluir
  2. Amiga, que delícia de bolo!
    E ele é bem rico né, nutritivo, além de ficar bem grandão!
    Vou por em minha listinha^^
    Kisss flor...

    ResponderExcluir
  3. Oi Andrea! Nossa já fazem 18 anos, eu era adolescente e lembro das imagens da tv, aquele monte de gente em cima do muro. Esse bolo é super interessante e ficou lindo! Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Ficou bem bonito e adoro bolos com maçã.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada a todos pelos elogios!

    Bete: Menina, nem chego perto de ser uma chef! Sou só uma apreciadora da boa comida! rsrs

    Axly: Ele dá um pouquinho de trabalho, mas vale a pena!

    Emília: sabe que eu também me lembro dessa cena e olha que nem pensava em morar aqui algum dia!

    Sr. Pão, bolos e Cia: obrigada. Realmente, ele pode ser também considerado um bolo de maçã muito interessante.

    ResponderExcluir
  6. Andrea, no extracto de baunilha, podes sim abrir as vagens ou deixá-las inteiras. Neste que fiz deixei sem cortar para que ficasse mais limpa (sem as sementes) pode é demorar mais tempo a fazer infusão. Mas no fim de feita é mesmo para esquecer na despensa e por isso vais ficando bem corada.

    PS.e nada de Sr., lol

    ResponderExcluir
  7. Oi Deia,
    Que Bolo lindo!!!!!
    E obrigada mais uma vez por postar receitas e informações tão preciosas.
    Beijos.
    Dri.

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Tem um miminho pra ti na minha Cozinha, kisss^^

    ResponderExcluir
  9. hum... klekskuchen :-). sabe que há um livro de bolos da ddr??? já tive com ele na mao. tem coisas muito boas. beijocas

    ResponderExcluir
  10. Delicioso, amo maçã em receitas de bolo. Com certeza vou tentar fazer.

    Bjus!
    Ana

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin