domingo, 14 de setembro de 2008

Volta das Férias: Pumpkin Pie



Ah, já estava com saudades! Tirei férias para receber a família e volto agora com o finalzinho do Verão com uma receita que é mais a cara do Outono no Hemisfério Norte. Não resisto à abóboras! Assim que elas começam a aparecer no mercado, vou comprando e fazendo as receitas, sem me importar com a época do ano, pois no Brasil, a abóbora é presente no cardápio o ano inteiro. Custou um pouco para eu me acostumar que aqui na Europa existe somente num período do ano em que podemos comprá-las! Pena! Há anos li num site americano que era possível congelar o purê cozido de abóbora por até oito meses! Depois disso, nunca mais senti tanta falta delas, pois sempre tenho purê congelado em casa. Durante a visita da minha mãe e irmã, descobri que as duas não conheciam a famosa Pumpkin Pie americana e resolvi fazê-la para apresentá-las. Tenho duas receitas que viraram as minhas preferidas e que faço, dependendo da minha disponibilidade de tempo, pois uma é fácil, mas a outra é de preparo complicado, sendo que ambas resultam em deliciosas tortas! Conhecendo a minha família, sei que a preferência seria mesmo por uma receita mais prática e por isso foi esta que fiz! Os damascos são opcionais, mas eu gosto muito, porque o gosto azedinho balanceia o gosto doce. Já a minha irmã disse que não os colocaria. Fica então ao gosto de cada um acrescentá-los ou não. A torta desapareceu rápido e minha irmã quer tentar fazê-la no Brasil para surpreender os convidados! A receita vai aí abaixo:

TORTA DE ABÓBORAS AMERICANA (Pumpkin Pie)
Rendimento: uma torta de 22 cm
xícara= 200 ml

Massa:
1 e 1/4 de xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar de confeiteiro (açúcar em pó)
100 gramas de manteiga gelada, cortada em pedacinhos
3 colheres de chá de creme de leite(natas)

Recheio:
3/4 de xícara de açúcar
1 colher de sopa de amido de milho (maizena)
450 gramas de puré de abóbora*
3/4 de xícara de creme de leite(natas)
3 ovos grandes, ligeiramante batidos
1 lata pequena de damascos em calda - opcional
1/4 de colher de chá de sal

mistura de especiarias(adaptadas ao meu gosto):
1 colher de chá (rasa)de canela em pó
1/2 colher de chá de gengibre em pó
1/4 de colher de chá de cravo em pó

*usei a abóbora do tipo Hokaido(japonesa) para o purê. O interessante dessa abóbora é que ela pode ser cozida com a casca, porque esta se desmancha! Claro que qualquer outro tipo de abóbora serve. Já usei vários tipos, mas as que são menos aguadas apresentam melhor resultado e sabor.

Instruções:
Misture a farinha de trigo com os pedacinhos de manteiga gelada, com a ponta dos dedos(ou usando o acessório para pães da batedeira), até que se forme uma farofa. Adidione os outros ingredientes e amasse, até que a mistura se transforme numa massa homogênea. Amasse em forma de disco, enrole em filme plástico e leve para gelar por no mínimo 15 minutos. Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 170º C. Abra a massa bem fina, com a ajuda de um rolo, ou mesmo com as mãos(ela é mole assim mesmo). Cubra o fundo e os lados(cerca de 5 cm) de uma forma redonda de 22 cm de diâmetro com a massa. Por cima cubra toda a massa com papel alumínio e aperte um pouquinho, para que ele "cole" em toda a massa. Leve para assar por 15 minutos coberta. Depois retire o papel e asse por mais 10 minutos, até ficar um ligeiramente dourada.

Enquanto isso, misture todos os ingredientes para o recheio. Assim que a massa estiver assada, arrume os damascos no fundo da torta e cubra com o recheio. Asse por cerca de 1 hora, ou até ficar toda dourada por cima. Deixe esfriar para levar ao refrigerador. Sirva gelada, pura ou com chantilly. Bom que seja feita com um dia de antecedência para apurar o sabor das especiarias.


Fonte adaptada: Epicurius

10 comentários:

  1. Ficou lindo!!!
    Adorei, nunca imaginei a abobora em torta...
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Seja uma variedade ou outra, encontramos abóbora durante todo o ano em Portugal.

    Gosto muito dessa tarte. Uma amiga minha do Canadá ofereceu-me uma, durante umas férias na América do Norte. Adorei aquele aroma de especiarias! :-)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. ai sempre ensaio faezr e nunca faço... tenho q criar vontade..ela é tão gostosa..e com damascos nao conhecia! bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito desta torta.
    Faço com o purê e a massa prontos, pois fica mais rápido e prático.
    As abóboras adequadas a esta torta, aquelas lindas que se vê no Halloween, só aparecem mesmo nesta época do ano.
    Logo que cheguei aqui achava a torta feia e meio repugnante até por causa do aspecto, imagine. Mas depois que provei, amei!
    Sou louca pelo cheiro de especiarias que deixa no ar!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  5. Oie moça!
    Que bom que foi dar uma passeada, é sempre bom né
    Ainda mais pra visitar a família.
    Nunca tinha pensado em fazer torta de abóbora, mas fica lindaaaaaaaa...
    E eu gosto muito de abóbora.
    Ainda bem que achamos sempre^^
    Kisss!

    ResponderExcluir
  6. Oi queridas! Obrigada pelas visitas e pelos comentários!

    Nana: Tente fazê-la se você gosta de abóbora, pois com certeza irá adorar!

    Elvira: Não sabia que em Portugal pode-se encotrar abóboras o ano inteiro! Vocês são uns felizardos! ;-)

    Laila: Espero que tome coragem em breve! Vale a pena!

    Claudia: Ah, claro que eu sabia que esta receita não seria novidade para você. Pois é, o purê em latas é bem prático, mas acho que é um produto local americano. Nunca vi por aqui.

    Axly: Menina, se você gosta de abóboras, cai dentro! Use de preferência as cremosas e que fiquem sequinhas ao cozinhar. No Brasil, gosto muito da Abóbora Baiana(chamamos assim no Rio). Ela tem casca bem grossa, esverdeada escura com uns toques amarelados. Por dentro a polpa tem um cor forte. Delícia!

    ResponderExcluir
  7. Andrea adorei essa torta...tudo com abóbora é uma delicia!
    A sua está Maravilhosa!!

    Bjinho

    ResponderExcluir
  8. Oi Deia,
    Ainda sinto o gostinho desta torta...hummmmm que saudades !!!

    Beijocas 1000
    Dri.

    ResponderExcluir
  9. também ainda nunca comi pumpkin pie e até gosto mesmo muito de abobora. vou pôr na lista ;-)

    ResponderExcluir
  10. Só agora vi esta tarte de abóbora. Acho que com qualquer tipo deve ficar boa :)
    Mas as abóboras de cá, Açores, são doces mas têm a casca tão dura que muitas vezes tem de ser cortada com machado. E é muito difícil tirar a casca, quase sempre cozo mesmo com ela porque depois de cozida é mais fácil retirar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin