domingo, 10 de abril de 2016

Bolo de Morangos


Olá meus caros leitores,

O sol da Primavera começou a esquentar e em tempo, os morangos já estão sendo vendidos nos super-mercados e feiras da cidade. Esta semana comprei uma cestinha, mas sobraram poucos para o "bolo de domingo". Bem, o jeito foi fazer mini-bolos! :)

Encontei esta receita num blog Polonês muito bacana. Hoje em dia com o "Google Tradutor" qualquer um pode ler em outro Idioma não é? O que me atraiu na receita como sempre foram os poucos ingredientes e o resultado delicado. Eu tinha três ovos que tinham que ser usados e portanto aumentei um ovo na receita e um pouquinho no fermento. Pincelei também com manteiga derretida quando saíram do forno para dar um brilho na superfície.  Os morangos são muito decorativos e também dão um toque refrescante. Para quem não gosta de morangos, talvez uma boa substituição seria ameixas naturais. O chantilly é a combinação perfeita para este bolo!

Uma boa semana a todos!

Andréa


BOLO DE MORANGOS 
fonte: filozofias maku
Rendimento: uma forma redonda de 20 cm (com a adição de um ovo, foi o suficiente para seis forminha de bolo-inglês)

Ingredientes:

110 gr. de manteiga amolecida
3/4 xícara* de açúcar
2 ovos (usei 3, tamanho M)
1 e 1/4 de xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
300 gr. de morangos

*xícara = 240 ml

Instruções:

Aqueça o forno à 170°C. Unte a formas ou as formas escolhidas. Como as minhas eram revestidas de teflon, usei só margarina. Reserve. Lave os morangos seque-os, retire as folhas. Corte os ao meio ou em quatro, dependendo do tamanho. Reserve

Bata a manteiga com o açúcar até formar um creme aerado. Junte os ovos um a um batendo e incorporando- os bem à massa antes de adicionar outro. Junte a farinha já misturada com o fermento. Bata até formar uma massa densa e homogênea. Coloque a massa na forma preparada e alise com a espátula. Arrume os morangos na superfície de forma decorativa. Asse-o por cerca de 30 minutos ou até ficar dourado. Faça o teste do palito.  Uma boa dica é pincelar com manteiga derretida, para dar brilho. Sirva morno ou em temperatura ambiente. Bom apetite!


 

segunda-feira, 28 de março de 2016

Singela geléia de Laranja


Queridos leitores,

Na última semana sobrou um tempinho e resolvi fazer um presentinho artesanal para a Páscoa. Eu sempre gostei muito de geléias e quando morava no Rio tinha a impressão que só as frutinhas não tropicais eram usadas como base para uma boa geléia. As nacionais apresetavam pouca variedade e na maioria eram açucaradas demais. As importadas eram caríssimas, deliciosas, mas como sempre naqueles sabores de frutinhas como amoras, framboesas e cerejas, que não eram comuns no nosso país. Daí o tempo passou e eu fui experimentando outros sabores aqui e ali. Bem, hoje na Alemanha encontra-se de tudo o que é experimento em termos de combinações de sabores para geléias, inclusive  misturas fantásticas bem tropicais que na verdade seriam até mais facilmente feitas no nosso país.

Aproveitando umas laranjas orgânicas, tive  a idéia de fazer uma geleé (geleé = geléia feita de suco de frutas; marmelade = geléia feita com suco e poupa de frutas), porque se usasse a poupa ficaria amarga. Assim sendo, usei só o suco e misturei um pouco do suco do nosso limão e o sabor de amêndoas usando Amaretto e ficou muito gostoso e refrescante! Abaixo vai a receitinha:

GELÉIA DE LARANJA
Fonte: Dia de Domingas
Rendimento: 8 potes de 200 ml de geléia

Ingredientes:
800 ml de suco de laranjas orgânicas (8 a 10 laranjas)
casca das laranjas usadas
100 ml de suco de limão (um limão grande)
600 gr de  açúcar especial para geléia 2:1 (Gelierzucker 2:1)
6 colheres de sopa de Amaretto ou à gosto


Instruções:
Lave as laranjas com água quente, se possível use uma escovinha para tirar sujeiras restantes. Seque-as bem. Com a ajuda de um ralador fino (ou um aparelhinho especial para cortar tirinhas da casca), retire só a parte superficial evitando ralar a parte branca abaixo da casca. Isso evitará o gosto amargo. Reserve.

Agora chega o momento de escaldar os vidros em água quente. Deixe uns minutinhos "cozinhando" na água para esterelizar. As tampas precisam só mergulhar por meio minuto na água. Coloque-os em sobre um pano de prato limpo e deixe secar. Eu re-utilizo muitas vezes vidrinhos de conservas. Eles podem ser usados pelo menos duas vezes, depois a "borrachinha selante" que fica na parte de dentro fica danificada.  

Esprema as laranjas e o limão e leve o suco ao fogo médio juntamente com o açúcar. Quem não gosta do gosto de álcool em doces, acrescente aqui o Amaretto, porque assim o álcool evaporará e só ficará o gostinho da amêndoa. Para os outros, acrescente depois que a geléia estiver pronta. Sempre mexendo, leve a mistura para ferver. Quando esta ferver, acrescente as cascas, aumente o forno e sempre fervendo, cozinhe por 1 minuto. Pronto!

Encha os vidros com a geléia ainda fervendo e feche as tampas apertando bem. Coloque-os imediatamente de cabeça para baixo e deixe assim por pelo menos 15 minutos, ou até a geleia ficar morna. A tampinha selante deve estar então com a parte de cima "afundada". Isso significa que o todo o ar saiu. Caso ainda não esteja, dê uma ajudinha pressionando-a e se ela ficar no lugar, coloque novamente o vidro de cabeça para baixo por uns minutos. Faça uma etiqueta com a data da fabricação e guarde as geléias em lugar fresco e escuro, ou na geladeira. Conserva até 6 meses.

Um abraço e boa semana à todos,

Andrea








terça-feira, 26 de janeiro de 2016

O primeiro bolo do ano.


Querido amigos,

Estamos nos últimos dias do primeiro mês do ano de 2016 e já estava mais do que na hora de eu cumprir com uma das minhas promessas para o Ano Novo, que é a de postar regularmente aqui o que eu ando assando no meu forno.  Bem, aí está o primeiro experimento do ano. Já estava cansada de biscoitos! rsrsrs

O bolo foi adaptado de uma receita que eu já havia publicado aqui e era feito com purê de maçãs, mas eu achei que substituindo-o por uma banana e colocando umas gotas de chocolate ficaria interessante e eis que o bolo ficou melhor do que a receita original! Ninguém irá acreditar que este bolo não leva ovos, de tão fofinho que ele fica.  Eu resolvi fazê-lo com farinha de espelta refinada que tinha em casa, mas acho que não fará a mínima diferença se usarem a farinha comum, aliás usei também leite comum, portanto ele não é mais vegano. A receita rende um bolo relativamente pequeno para os padrões brasileiros, mas vocês podem dobrar as quantidades, se necessário.  Façam e experimentem comê-lo ainda morninho, com um xícara de café ou chá, com os chocolate ainda derretendo na massa... hummm   Ele ainda fica muito bom no dia seguinte, portanto serve para quem quer adiantar-se e fazê-lo no dia anterior.

Um grande beijo e bom apetite!


BOLO DE BANANA SEM OVOS
Fonte: Dia de Domingas (traduzido do Versatile Vegetarina Kitchen)
Rendimento: 1 bolo de 22 cm

Ingredientes:
 
1 1/2 xíc. de farinha de espelta (podem usar a de trigo)
3/4  xíc. de açúcar
1 col. de chá de fermento químico
1/2 col. de chá de bicarbonato
1/4 col. de chá de sal
50 gr. de chocolate ao leite em pedacinhos (usei um com 30% de cacau)
180 ml de leite
1/4 de xíc. de banana amassada (1 banana d'água)
3/8(90 ml)  xíc .de óleo vegetal
1/2 col. de sopa de suco de limão (ou vinagre)
1/2 col . de chá de extrato de baunilha (usei açúcar baunilhado


 *Xícara = 240 ml
  

Instruções

Pré-aqueça o forno à 170°C. Unte  e enfarinhe a forma a ser usada(se for de vidro ou teflon, basta untar com margarina). Reserve.
Num recipiente, misture todos os ingredientes secos. Num segundo recipiente maior, misture os ingredientes líquidos (incluindo a banana amassada). Junte  aos poucos os ingredientes secos à mistura líquida. Para misturar a massa não é necessário o uso de batedeira, apenas uma dessas colheres de aro ou um garfo. A massa fica expessa e "empelotada", até mesmo por causa do uso da banana. Não misture demais.
Despeje a massa na forma reservada e leve ao forno por cerca de 35 minutos. Faça o teste do palito antes de tirar do forno. Deixe esfriar um pouco antes de servir. Bom apetite!




terça-feira, 7 de julho de 2015

Aniversário




Queridos leitores e amigos,

Hoje é aniversário do Dia de Domingas! São oito anos postando e, sempre vindo aqui para consultar as minhas receitas, que repito ocasionalmente. Apesar de estar um pouco desaparecida, não vou desistir do blog. Essa falta de tempo é temporária, por causa de uma carga pesada de trabalho, mas no ano que vem, voltarei com toda a força, podem apostar!

Andei assando alguns pãe e bolos nesses útlimos meses, mas não tive tempo de postar e por isso devo reunir essas fotos e receitas para um post especial de fim-de-ano. Aguardem!

Aqui vai uma receita que apostei, pela simplicidade e claro, porque adoro receitas veganas. A massa ficou durinha e crocante, o recheio ficou no ponto. Ah, eu misturei maçãs e pêras e ficou muito interessante. Acho que ficaria também muito gostoso se juntasse passas ou até tãmaras. Bom apetite e até a próxima!


Tarte de Maçã Vegana (adaptada)

Fonte:Veganesk
Rendimento: 1 mini-Tarte de 18cm

Ingredientes:
250 gr. farinha de trigo
3 a 4 maçãs médias
50 ml de óleo
50 gr. de margarina (usei 25 gr.)
150 ml de água ou suco (usei 100 ml)
50 gr. de açúcar
Gotas suco de limão - opcional
Baunilha à gosto
1/2 col. de chá de fermento químico(não usei)

Instruções:
Pré- aqueça o forno à 200º C. Descasque as maçãs, tire os miolos e corte-as em cubos, miture com gotas de limão e reserve.
Opcional é misturar um pouco de açúcar à gosto e especiarias.  Misture todos ingredientes restantes e amasse até formar uma massa homogênea. Deixe descansar por 5 minutos (se o dia estiver quente, deixe na geladeira). Use 2/3 da massa para cobrio o fundo e os lados da forma. Adicione agora o recheio de maçãs.  Com o restante da massa, faça tiras e entrelasse no topo ou faça um disco cobrindo o topo e depois abra algumas fendas decorativas. 
Leve ao forno por cerca de 35 minutos ou até dourar. Depois de assada, pincele com geléia ou mel, se quiser dar um brilho na massa. Sirva quente ou fria, pura, com sorvete ou chantilly.

domingo, 5 de outubro de 2014

Living - Scones de Aveia e Maçãs.

Queridos amigos,

Finalmente voltei das férias e estou muito feliz por ter tempo tido tempo de fazer esta receita! Estava com uma saudade danada do meu forno!

Várias coisas aconteceram para eu escolher esta receita. Primeiramente, estive numa banca de revista e percebi que agora a revista Living, da Martha Stuart começou a ser editada em Alemão! Não resisti e dei uma olhadinha e gostei muito do que vi. É uma revista muito agradável que trata de assuntos diversos, como Design, Decoração, Culinária e Artesanato com equilíbrio e tem fotos muito bonitas.



Outra coincidência foi encontrar umas macieiras pelo caminho que passo, abarrotadas. Como elas ficam num campo aberto fui lá e colhi algumas. Incrível como essas maçãs têm gosto melhor do que as que compramos em supermercados! Na Alemanha, geralmente essas árvores são de espécies de maçãs mais antigas, que não são mais encontradas à venda, por isso é sempre um prazer experimentar as maçãs "da rua". Fiquei tão entusiasmada com essas que colhi, que guardei até algumas sementes. Quem sabe não consigo plantar alguma aqui no jardim? :)

Esses scones me chamaram logo a atenção, pois gosto muito de receitas que levam aveia, aliado à isso, as maçãs vieram a calhar... Basicamente ela é muito prática de fazer, só que resultou numa massa muito mais mole do que dava a entender na revista. Não pude então dividir a massa em 12 retângulos para serem assados separadamente. Fiz então um retângulo grande, cortei a massa em 12, mas não separei os pedaços. Depois de 20 minutos, tirei os scones do forno aí cortei e separei finalmente os pedaços, para depois levá-los novamente para assar por mais 10 minutos. Deu certinho e ficou delicioso, mas esse probleminha foi irritante sim, por isso registro aqui, caso alguém aí queira experimentar a receita e quando eu também quiser repetì-la, já sei o que esperar. Bom apetite!

Scones de Aveia e Maçãs
Fonte: Revista Living(edição alemã) - Outubro/Novembro 2014
Rendimento: 12 scones

Ingredientes:
220 gr. de farinha de trigo
2 col. de chá de fermento químico
1 col. de chá (rasa) de bicarbonato
120 gr. de flocos de aveia + aveia para o topo
80 gr. de açúcar marrom(quem quiser mais doce, colocar mais)
1/2 col. de chá de Canela (usei Cardamomo)
1/2 col. de chá de noz moscada fresca (usei menos)
1/2 col. de chá de sal (usei 1/4)
160 gr. de manteiga gelada (usei 150 gr.)
2 maçãs descascadas, sem caroços,
  cortadas em pedaços grosseiros
180 ml de leitelho (ou leite com 1/2 col. de chá de vinagre)

Instruções:
Pre-aqueça o forno à 200ºC. Num vasilhame, juntar a farinha, o fermento, o bicarbonato, a aveia , o açúcar  e os temperos. Misturar tudo muito bem. Juntar as manteiga em pedacinhos e com a mão (ou à máquina) misturar até que forme uma farofa. Juntar agora as maçãs e o leitelho e bater bem até a massa ficar fofa.  Numa superfície enfarinhada, trabalhar a massa com mãos enfarinhadas. Formar um retângulo de 15x20 cm. Corte-o em 12 retângulos e tranfira-os para um tabuleiro forrado com papel manteiga (ou untado). Pincele-os com o leitelho e polvilhe-os  com aveia. Leve para assar por 20 ou 25 minutos. Podem ser servidos mornos ou em temperatura ambiente. Bom apetite!

Obs.: A minha massa ficou muito mole por isso não trabalhei a massa e sim a coloquei sobre o tabuleiro formando um retângulo e marquei os 12 pedaços e levei para assar. Depois de 20 minutos, retirei-os do forno e cortei os pedaços, separando-os e deixando um bom espaço entre um e outro, assei por mais 10 minutos.



LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin